Dia #31

Maio 29, 2010

Há alturas em que deixam de haver palavras para descrever alguém. A estupefacção silencia-nos.

Não me recordo sequer de um sorriso. Ficou apenas o olhar inquiridor, o dedo imperativo, a voz autoritária e o humor ausente. A ajuda que veio prestar confunde-se com a imperiosidade em tomar o controlo. Critica sem saber do que fala. Exige sem pensar em mais ninguém. Questiona sem aceitar as razões. Levanta o tom de voz sem ouvir quem pouca razão tem para ouvir os seus comentários desproporcionados.

O dia foi de muito trabalho e este alguém não ajuda a um fim de dia descansado. As suas palavras árduas eliminam a réstia de força que ficara das longas horas. Vamos dormir, em breve será apenas, de novo, alguém longe e impotente.

Comigo: Aping Friends – Millionaire

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: